Your address will show here +12 34 56 78

SERVIÇOS

Golden Visa (ARI)

Autorização de residência para atividade de investimento - “Golden Visa”
O regime de Autorização de Residência para Atividade de Investimento (ARI), mais commumente designado “Golden Visa” ou “Visto Dourado”, encontra-se em vigor desde Outubro de 2012, e permite aos cidadãos nacionais de Estados Terceiros obterem uma autorização de residência temporária em Portugal, com vista à realização de um investimento com fundos provenientes do estrangeiro.

Esta é uma das modalidades de autorização de residência que obedece a um regime específico relativamente às demais modalidades de autorização de residência, permitindo ao seu beneficiário:
  • Entrar em Portugal com dispensa de um visto de residência (será necessário visto Schengen para os cidadãos que não estejam isentos de visto para entrar em Portugal);
  • Residir e trabalhar em Portugal, devendo apenas, no mínimo, permanecer em Território Português por um período não inferior a 7 dias no primeiro ano e não inferior a 14 dias nos anos subsequentes;
  • Circular no Espaço Schengen sem necessidade de visto;
  • Beneficiar do Sistema Nacional de Saúde;
  • Beneficiar de reagrupamento do seu agregado familiar (filhos, cônjuge e familiares dependentes);
  • Solicitar residência permanente ao fim de 5 anos de residência temporária;
  • Requerer a aquisição da nacionalidade portuguesa por naturalização ao fim de 6 anos de residência legal em Portugal, cumprindo os demais requisitos exigidos na Lei da Nacionalidade. 
Para obter o Visto Dourado, o investidor terá de realizar uma das seguintes atividades de investimento:  
  • Transferência de capitais igual ou superior a 1 Milhão de Euros;
  • Criação de 10 postos de trabalho em Portugal;
  • Aquisição de bens imóveis no valor global igual ou superior a 500.000 Euros;
  • Aquisição e reabilitação de bens imóveis cuja construção tenha sido concluída há pelo menos 30 anos ou localizados em área de reabilitação, no montante global igual ou superior a 350 mil euros;
  • Transferência de capitais no montante igual ou superior a 350 mil euros, que seja aplicado em atividades de investigação científica;
  • Transferência de capitais no montante igual ou superior a 250 mil euros, que seja aplicado em investimento ou apoio à produção artística, recuperação ou manutenção do património cultural nacional;
  • Transferência de capitais no montante igual ou superior a 500 mil euros, destinados à aquisição de unidades de participação em fundos de investimento ou de capital de risco vocacionados para a capitalização de pequenas e médias empresas.

O investimento deve ser realizado no momento em que o investidor solicite a autorização de residência para a atividade de investimento, demonstrando para o efeito que os fundos provêm do exterior. 
 A atividade de investimento escolhida pelo investidor deve ser mantida por um período mínimo de 5 anos, subsequente à data da concessão da referida autorização de residência. 
Autorização de Residência
Anterior
Nacionais U.E. / E.E.E. / Andorra / Suíça
Próximo